Skip to content

Sé de Lisboa

07/11/2009

Tipologia

Arquitectura religiosa românica, gótica, maneirista, barroca, neoromânica, neogótica e neomanuelina. Sé de edificação românica e gótica, com sucessivas alterações ao longo do tempo, tendo sido alvo de restauros revivalistas, que lhe deram uma fácies medieval, de planta em cruz latina, composta por três naves de seis tramos, divididas por pilares fasciculados, transepto saliente, cabeceira, deambulatório com várias capelas radiantes, possuindo corpos adossados como vários anexos e a sacristia, bem como o claustro com três alas na fachada principal. A igreja possui coberturas interiores diferenciadas, em falsas abóbadas de berço na nave central e transepto, de aresta nas laterais, em cruzaria de ogivas no deambulatório e respectivas capelas e em abóbada de lunetas na capela-mor. Fachadas em cantaria de calcário, amarelo e liós, rematadas por ameias ornamentais, de feitura recente, pouco rasgada por fenestrações, resultando num templo escuro interiormente, excepto a capela-mor, possuindo portas travessas confrontantes, a do lado S. actualmente entaipada. Fachada principal harmónica, composta por corpo central com portal escavado, com portal formado por várias arquivoltas de volta perfeita, assentes em colunas e capitéis com decoração vegetalista, encimado por varanda e enorme rosácea. É flanqueada por torres sineirais rasgadas por frestas que permitem iluminar as escadas de acesso, com ventanas em arcos de volta perfeita. Interior com coro-alto, tendo acesso por porta no lado do Evangelho, surgindo uma no lado oposto, que dá acesso às dependências superiores do lado S., transformadas em espaços museológicos. A nave e transepto são percorridos por trifório estreito, de cariz românico, tendo, ao centro do transepto o altar-mor, iluminado por torre lanterna octogonal. A capela-mor possui as fachadas revestidas a calcários de várias tonalidades (branco, vermelho, azul e amarelo), o mesmo sucedendo no pavimento e com cobertura ornada por pinturas de temática mariana e estuque. Nesta, surgem tribunas, dois órgãos e dois túmulos régios barrocos. Na parede testeira, simples altar, encimado por painel com pintura alusiva ao orago. As capelas colaterais são profundas, a do lado do Evangelho maior, com um portal maneirista, flanqueada por pilastras e rematado em friso e cornija, possuindo interior com nave e capela-mor decorado com pinturas e estuque barroco, com retábulo da mesma tipologia; a oposta é simples, com acesso pelo deambulatório. Este possui capelas poligonais, com acesso por arcos apontados e iluminadas por janelas com o mesmo perfil com vários lumes, onde surgem simples altares de cantaria, duas delas com portas de acesso ao claustro. Este possui um piso com cobertura em abóbada de aresta e pavimento lajeado, aberto para a quadra por arcadas com espelho ornado por óculos, surgindo, em duas das alas capelas várias, as do lado N. protegidas por grades metálicas, todas com coberturas em abóbadas ogivais. Duas alas possuem dois pisos, surgindo, na zona superior, a zona do arquivo e arrumos, com acesso por escada de caracol no ângulo SE. e por portão que se rasa no muro que prolonga a fachada lateral. Possui uma capela particular adossada, com cobertura em abóbada de ogiva e acesso por portal escavado, apontado e sublinhado por alfiz, surgindo, no lado oposto, a sacristia, maneirista, rectangular, com mesa central, dois arcazes, lavabo e oratório no lado O., sendo intensamente iluminado e possuindo cobertura em abóbada de berço.

SIPA, 2009

Consultar ficha SIPA: Sé de Lisboa

Advertisements
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: