Skip to content

São Fins de Friestas

07/11/2009

Tipologia

Arquitectura religiosa, românica e setecentista. Igreja conventual de planta composta por uma nave e cabeceira contrafortada, de dois tramos, o primeiro da mesma largura e o segundo semicircular, formando três volumes escalonados, da primeira fase do Românico Português, que adapta cabeceira redonda e capitéis com volutas e decoração vegetal; de entre esta, insere-se, mais particularmente, na primeira fase do foco românico do Alto Minho.

Características Particulares

Incluída no Itinerário do Românico da Ribeira Minho. Igreja com nave estreita, quase com a mesma largura da capela-mor, e de grande altura, adoptando dois níveis de frestas para solucionar o problema da iluminação. Segundo Carlos Ferreira de Almeida, a dimensão da nave, pequena em relação à cabeceira, deverá apontar para a sua construção em data posterior. Dessa segunda fase, ou até mesmo de uma terceira, deverá datar, segundo o mesmo autor, a galilé, cuja existência explicava a relativa pobreza e a pouca profundidade do portal principal da igreja; A exuberância da sua decoração arquitectónica, com grande quantidade de cachorros, capitéis e mísulas de volumosa escultura animalesca e vegetal, faz desta igreja um dos exemplos mais importantes do Românico em Portugal, segundo os padrões da Escola da Sé de Tuy que o Alto Minho nos fins do séc. 12 e inícios do sec. 13 ainda adaptava.Destacamos a frequência com que o motivo do boi de raça galega aparece, existindo mesmo no interior um capitel com cabeça de novilho. O tímpano do portal axial gravado com serpente e banda de ornatos geométricos – como surge em Rubiães (v. PT011605200002) e na igreja da Comenda de Távora (v. PT011601370009) – tem carácter apotropaico, tal como as impostas zoomórficas dos laterais. A ábside, com um tramo rectangular e outro em semicírculo, representa já uma evolução sobre o de Ganfei (v. PT011608080006).

SIPA, 2010

Consultar ficha SIPA: São Fins de Friestas

Esta igreja faz parte das seguintes rotas:
Rota do Alto Minho
Rota do Alto Minho (selecção)
Rota do Vale do Minho

Advertisements
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: